Escolha uma Página

Joe Silhueta – Dylanescas

 

Capa

EP

2016

Brasília/DF

Baixado 1950 vezes!

Ouvir

Sobre
 

Não Pense Duas Vezes

No Ep “Dylanescas”, o imaginário do artista busca inspiração no universo dylanesco, cheio de uma poesia enigmática, que evoca imagens entre sombrias e oníricas, fala sobre personagens abandonados e discorre sobre a melancolia , inundando tudo com linguagem refinada, que presta tributo não só ao bardo americano, mas também a outros grandes como Walt Whitman ou mesmo Drummond.

“Acho que o grande feito do Bob foi o de conseguir colocar, dentro da linguagem musical acessível do folk americano, a complexidade e liberdade da poesia beat e ainda assim ser compreendido, se não literalmente, ao menos no sentido de que tocou o coração das pessoas e no âmago da alma americana naqueles turbulentos anos 60. Acho que esse que é o grande ensinamento da coisa toda”, diz o compositor.

Todo Amor do Mundo

Dylanescas tem produção assinada pelo músico e compositor Kelton Gomes, recentemente premiado pelo clipe de sua canção “Sem Concerto” no 3º Festival de Cinema Curta Brasília (prêmio do júri e escolha do público). Compositor e produtor musical autodidata, artífice de canções delicadas, destaque da atual cena independente de Brasília, Kelton é um amigo de longa data de Guilherme e já fez parte do seu universo como integrante da banda Korina. Esmerado, gentil, mas assertivo, ele era o cara certo pra cuidar da linguagem folk e suave do EP, tendo inclusive escrito a maior parte dos arranjos.

Adalberto Rabelo

Sobre o EP “Dylanescas” e Joe Silhueta

Joe Silhueta, é um artista sem fronteiras, que transita entre várias linguagens. Multiplural, possui diversos projetos musicais a ponto de serem paridos. O primeiro deles será lançado este mês.

O EP Dylanescas, é um apanhado de cinco canções compostas há algum tempo e, como o próprio nome diz, têm um pé na fase do folk de Bob Dylan, mas sem perder a raiz na música brasileira, base da formação musical do compositor.

Passeando pelo folk, blues, baião e rock, Dylanescas foi produzido e mixado em parceria com Kelton Gomes, que assina grande parte dos arranjos.

Esse primeiro EP é o inicio da trajetória de Joe Silhueta, cancioneiro desvairado, poeta, com um rico universo onírico, que permeia encontros entre diversas tradições, da grécia ao sertão. Da tradição de violeiros como Elomar Figueira Melo, Vital Farias, Dércio Marques, Carlos Pita entre outros, os quais cada um à sua maneira também realizam esse encontro poético-musical entre o mítico-lunático e as harmonias e melodias do violão sempre bem casado com a voz e com as vozes.

Joe Silhueta é Guilherme Cobelo. Livreiro, poeta, violeiro. Você pode encontrá-lo pelas noites da cidade a vender livros do sebo Dom Caixote ou em rodas de violão, intercalando músicas já conhecidas com as suas próprias, e mesmo quem nunca tenha escutado suas canções autorais tem aquela sensação de que já as ouviu antes, até que em algum momento percebe que está cantando quase que por magia uma música que se escuta pela primeira vez.

Tâmara Habka